Numa reportagem de 7 páginas, revista veja compara a violência no Ceará ao Estado Islâmico

A violência no Estado do Ceará é destaque em várias páginas da maior revista do Brasil “A veja”.

“Terror no Ceará, cabeças cortadas, carro-bomba, horror pela internet.. São cenas da guerra de facções que culminou na maior chacina do estado nordestino”, é assim que a revista começa uma grande reportagem de 7 páginas.

Apenas 11 km separam a Avenida Beira Mar, o metro quadrado mais caro do Ceará, da linha de frente entre quatro facções que fez 2017 o ano mais violento do Ceará. Foram 5.134 mortos, lembrou a matéria.

A revista inclusive chegou a comparar a violência no Estado do Ceará, ao Estado Islâmico nas guerras no Oriente Médio.

A violência no Ceará também tem sido destaque no principal telejornal do Brasil “Jornal Nacional”, da Rede Globo.

Matérias que relatam a dura realidade que passa o nosso estado e que afetam em muito a imagem do Ceará perante o País e o Mundo e prejudicando o turismo que é uma das principais formas de renda da população.

 

por Sidney Sena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *