quinta-feira, janeiro 24

Nova York reduziu em 45% o número de homicídios nos últimos dez anos

Uma das cidades mais famosas do mundo, Nova York, vem reduzindo os casos de homicídios nos últimos dez anos é o que informou a agência de notícias France Presse.

A cidade que nunca dorme registrou em 2018 o total de 289 homicídios, três a menos que em 2017 e o número mais baixo na cidade desde o início da década de 1950, informou a polícia nesta quinta-feira (3).

O número de assassinatos caiu quase 45% nos últimos dez anos. Em 1990, ano que terminou com um número recorde, a cidade teve 2.245 homicídios.

Em 2018, após um aumento de 8% no número de homicídios no primeiro semestre, Nova York conseguiu concluir o ano com um mínimo histórico e em outubro teve seu primeiro fim de semana em 25 anos sem qualquer registro.

Em relação a 2017 houve uma queda de 1% no número de homicídios.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o prefeito Bill de Blasio elogiou o trabalho da força policial e avaliou que os bons números são resultado, em parte, da nova estratégia de polícia comunitária adotada em 2015.

A estratégia consiste em designar os mesmos policiais para áreas definidas visando fortalecer os vínculos com a população local, identificar melhor as necessidades e promover a cooperação.

Além da queda no número de homicídios, houve uma redução de assaltos ou ameaças (7,7%) e roubo de automóveis (4%), mas as agressões sexuais cresceram 22,4%.

“Finalmente, a falta de denúncia histórica do passado está se resolvendo”, comentou Bill de Blasio, considerando que houve um efeito #MeToo, no qual mais vítimas tem coragem de apresentar queixa.

Para o prefeito, não houve um aumento de casos de agressões sexuais e sim um crescimento das denúncias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: