Um dos chefes de organização criminosa é preso com drogas e munições

Um integrante de uma organização criminosa, que possuía um função de chefia dentro de uma organização criminosa com atuação no Ceará, foi preso na noite dessa terça-feira (13), no bairro Passaré.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública,a ação foi realizada por policiais militares lotados no Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE), com o apoio do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e de uma equipe do Regimento de Polícia Montada (RPMont). Contra o preso, havia um mandado de prisão oriundo da comarca de Pacatuba.

A abordagem ao veículo onde Humberto Álvaro de Souza Pereira – conhecido por “Jacaré ou “Alvin” – estava, um Honda Civic de cor branca, ocorreu após informações repassadas pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Durante a ofensiva, que aconteceu na Avenida Heróis do Acre, “Jacaré” não reagiu à ação policial e desembarcou do veículo.

Os profissionais de segurança iniciaram uma busca no interior do veículo, o que resultou nas apreensões de mais de um quilo de pasta base de cocaína, 2,7 quilos da própria cocaína, e 240 gramas de crack, tudo dividido em embalagens de diversos tamanhos. A equipe também apreendeu celulares, que foram quebrados por “Jacaré” quando percebeu a chegada da Polícia. Os aparelhos foram encaminhados para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), onde serão periciados.

Ao ser questionado onde residia, o suspeito apontou uma residência situada em um loteamento, ainda no bairro Passaré. Após diligência até lá, os policiais encontraram materiais em uma espécie de laboratório de drogas, como maquinário, balança de precisão e outros produtos oriundos da prática criminosa. Também na propriedade, foram encontradas onze munições calibre 380, cinco munições calibre .25, uma maleta para guardar fuzil, três relógios e mais dois celulares.

Humberto Álvaro, com antecedentes criminais por tentativa de homicídio, receptação, adulteração de chassi e desobediência, foi encaminhado para a sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, receptação, posse de munições de arma de fogo e na Lei das organizações criminosas. A Polícia Civil agora dará continuidade às investigações, visando localizar outros envolvidos, bem como apreender outros materiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top
%d blogueiros gostam disto: